segunda-feira, 23 de abril de 2012

Cruzando o Caminho do Sol ~ Corban Addison

Editora: Novo Conceito
Páginas: 448

Classificação: 


Sita e Ahalya são duas adolescentes de classe média alta que vivem tranquilamente junto de seus familiares, na Índia. Suas vidas tranquilas mudam completamente quando um tsunami destrói a costa leste de seu país, levando com suas ondas a vida dos pais e da avó das meninas. Sozinhas, elas tentam encontrar um modo de recomeçar a vida. Mas elas não devem confiar em qualquer um...
Enquanto isso, do outro lado do mundo, em Washington, D. C., o advogado Thomas Clarke enfrenta uma crise em sua vida pessoal e profissional e decide mudar radicalmente: viaja à Índia para trabalhar em uma ONG que denuncia o tráfico de pessoas e tenta reatar com sua esposa, que o abandonou. 
Suas vidas se cruzarão em um cenário exótico, envolto por uma terrível rede internacional de criminosos. 
Abrangendo três continentes e duas culturas, Cruzando o Caminho do Sol nos leva a uma inesquecível jornada pelo submundo da escravidão moderna e para dentro dos cantos mais escuros e fortes do coração humano.

"O Coração será partido, e mesmo partido seguirá vivendo" 
Lord Byron

Corban Addison apresenta através de "Cruzando o Caminho do Sol" uma história fictícia envolvendo um problema real, o tráfico humano. 
O tsunami que leva a família de Ahalya e Sita também leva a vida que as duas conheciam, e elas são lançadas em uma nova realidade onde não tem mais controle de suas escolhas. Da visão das irmãs, vemos ao que são submetidas as meninas que são sequestradas e mantidas em cativeiros, algumas delas orfãs, outras levadas de suas famílias. Essa parte da narrativa, no meu ponto de vista, foi a mais complicada. Algumas descrições são fortes, o autor mostra a dimensão da crueldade realizada nesses cativeiros.
Por isso o livro me passou diferentes emoções, mostra o pior lado do ser humano, mas, o melhor no caso daqueles que lutam pela justiça mesmo que o que possam fazer não seja suficiente para acabar com o problema de vez. 
Thomas Clarke, personagem da outra história central do livro, está entre esses. Com seu casamento em crise, e a morte de sua filha, a vida do advogado entra em colapso. E após ser afastado da empresa, e presenciar uma mulher perder sua única filha para esses cruéis criminosos, Thomas decide passar seu próximo ano em Mumbai, onde está sua esposa, e auxiliar uma organização de combate ao tráfico humano. Assim, sua vida cruza com a de Ahalya e ele promete que a ajudará a restabelecer o último vinculo que a restava e que foi rompido, devido a separação dela e de Sita. Ao ajudá-las ele poderá encontrar as respostas para unir a sua vida a de Prya, sua esposa, novamente.
Cruzando o caminho do Sol
Nossas sombras se encontram
Sobre as rodas do tempo
Nos nomes destinados pela luz
Que nos dá a vida.
- pág. 423
Me encantei com Thomas e Prya, a história deles, assim como a das irmãs, me emocionou bastante. A forma como driblam os problemas em busca de achar uma saída para se manterem unidos. As histórias lembram que o amor, e a família são realmente importantes e que esses vínculos devem ser valiosos a nossos olhos. Creio que ter esperança, fé e coragem são uma das principais mensagens que a narrativa traz ao leitor.

Resolvi citar aqui uma frase que Addison escreveu no final de sua sessão de Agradecimentos.

"As necessidades são muitas e os desafios, muitas vezes, parecem sobrepujar nossa capacidade. Mas não existe problema sem solução. Nós podemos fazer a diferença: um mundo, uma dádiva, uma vida de cada vez."
Corban Addison

Acho que isso representa o ponto chave de por que ele escreveu "Cruzando o Caminho do Sol". Pode fugir de nossas mãos a resolução completa, mas, "não existe problema sem solução". Pode ser que um passo seja o que está faltando pra cumprirmos um objetivo, por isso nunca desvalorize o valor de fazer algo por alguém, mesmo que ao seu ver pareça apenas um pequeno passo.






 -----------------------------------------------------------------------
No mês de Abril está rolando a promoção "Top Comentaristas: Verbologia Pink"! Comentou no post? Então clique nesse selinho e preencha o formulário! 

13 comentários:

  1. Parece interessante... Nunca li nada que se passasse na Índia. E o tema é bem polêmico... tráfico humano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente muito interessante! Vale a pena a leitura, pra mim foi uma boa surpresa já que ainda não tinha lido nada no estilo dele.

      Bjos!

      Excluir
  2. Parabéns pela resenha, muito boa.
    Estou lendo esse livro e estou amando.
    Beijooos
    Livros de Cabeceira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Brubs, obrigada!
      É um livro lindo mesmo.

      Bjos!

      Excluir
  3. Oi, Gil!
    Amei sua resenha, lindona!
    Pelo o que pude perceber o livro é lindo ^^ Já estava curiosa para lê-lo, agora mais do que nunca!

    Beijokas
    Obrigada pela visita ao blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Érica!
      É lindo mesmo, a história passa muitas mensagens importantes. Vale a pena a leitura! :)

      Excluir
  4. Oi =)
    Eu sempre soube que Cruzando o Caminho do Sol era um livro forte, desses em que a realidade choca mesmo; quero muito ler, desde que soube do lançamento eu estou meio que ansiosa, eu curto muito livro que mostram a realidade (não tão feliz) do mundo, é uma forma de saber que a vida é bem mais complicada... ahh não vejo a hora de tê-lo em minhas mãos
    Beijos

    Ps: Resenha ótima!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jhey, a narrativa é muito forte e emocionante. Em breve teremos sorteio dele por aqui. :D
      Beijos e obrigada!

      Excluir
  5. Oi Giil, tudo bem?
    Assim que recebi o livro da Novo Conceito fiquei em dúvida se lia na hora ou não. Optei por Garota Replay e Estilhaça-me, mas me empolguei com sua resenha e acho que vou ler logo. O assunto é pertinente e quero conhecer como o autor envolveu as duas culturas.


    Beijo!
    Boas leituras!
    http://www.estantedanine.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo Nine!
      Assim que ele chegou eu fiquei muito curiosa pra ler, já que não tinha lido nada assim antes, então fiquei muito curiosa! :)

      Bjos!

      Excluir
  6. Não acredito que ainda não li este livro! OO
    Ele parece ser maravilhoso, e sua resenha, Gil, me deixou ansiosíssima!

    Fazia um tempinho que não passava por aqui, lamento o sumiço. :/
    Não sei se já comentei mas esse layout está um arraso! <3
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oie Gil :)
    Que coisa esse livro!
    Quero me sentir como você se sentiu ou melhor hehehe
    O Autor foi muito carajoso e pegou um tema muito forte
    que infelizmente ainda acontece no mundo de hoje :/
    Bjs
    pS:.
    Olha minha amiga Multshow aí a cima...
    AmoO essa guria!

    ResponderExcluir
  8. A sua resenha retratou bem o que senti enquanto lia o livro, que você e a Tammy me mandaram. Eu fiquei emocionada, em algumas partes eu parava de ler porque ficava meio chocada com aquilo tudo, mas adorei o livro, as duas irmãs me encantaram com o amor que sentiam uma pela outra, a força e a esperança que tiveram e eu torcia por elas o tempo todo.
    Adorei o livro, mas o mais importante mesmo é a mensagem que ele deixa, como você comentou no final da resenha.
    Beijos e obrigada ;*

    ResponderExcluir

Esse post foi tão... ah! Não sei, diga você! :)